100%

Confira como foi o uso da tribuna na sessão ordinária desta segunda-feira, 09 de abril de 2018

Confira como foi o uso da tribuna na sessão ordinária desta segunda-feira, 09 de abril de 2018 Foto: Fernando Sombrio / Assessor de Comunicação da Câmara de São Ludgero
Vereadora Maria Marlene Schlickmann (PMDB) –

No espaço reservado a vereadora, fez uso da palavra a aluna da Apae de São Ludgero, Rúbia Warmeling, com intuito de convidar a população sãoludgerense para participar de Jantar Dançante organizado pela entidade.
A vereadora Maria Marlene Schlickmann falou sobre o convite da aluna e reforçou que a Apae precisa do apoio de todos.
Em outro momento parabenizou a secretaria de educação cultura e esportes e a Apae pela realização de seminário municipal de ação inclusiva realizado recentemente sobre autismo e deficiência intelectual.
Ela também falou sobre a organização da educação no município de São Ludgero. Frisou que a educação brasileira é organizada em duas etapas, sendo a Educação Básica com educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, também a educação superior constituída por graduação e pós-graduação. Segundo a LDB em seu artigo 10 (dez) inciso 6 (seis) o Estado deve assegurar o ensino fundamental e oferecer com prioridade o ensino médio e juntamente com isso assumir o transporte dos alunos da rede estadual. Já no artigo 11 (onze), diz que o município tem que oferecer educação infantil em creches e pré-escolas e com prioridade o ensino fundamental e assumir o transporte dos alunos da rede municipal. A vereadora explicou que em São Ludgero até o 5º ano existe o atendimento na rede municipal de ensino, ou seja, de crianças com idades de 0 até 12 anos. Quanto ao ensino médio, comentou que tem o ensino de formação geral, ensino médio inovador, o ensino médio integrado educação profissional, formação ensino médio magistério e ensino médio integral que está sendo implantado como experiência este ano.  Ressaltou que o ensino médio inovador tem como principal objetivo oportunizar ao adolescente e ao jovem a ampliação do tempo escolar, garantindo a formação integral com a inserção de atividades que tornem o currículo mais integrado, dinâmico, com conteúdos organizados a partir de um planejamento interdisciplinar construído coletivamente.
A vereadora falou que atualmente no período matutino existem duas turmas de 1ª série de ensino médio, uma turma de 2ª e uma de 3ª. Na parte da tarde temos o ensino médio geral com uma turma de 1ª, duas de 2ª e uma de 3ª série. No período noturno estudam duas turmas de cada série. Dito isto ela frisou que está no plano estadual de educação passar o ensino médio todo para o período diurno e que em 2010 já havia esta meta e que deveria ter atingido até 2014, mesmo assim agora tem até 2020, pois a Lei 13.415 de fevereiro de 2017 fez uma série de alterações no ensino médio, que no prazo máximo de cinco anos, a carga horária deverá passar de 800 horas para no mínimo 1000 hora, serão necessários períodos de ensino integral, onde não tem como o aluno não estudar pelo menos uma parte no período diurno e isso modifica drasticamente o ensino. Dito isto, comentou sobre cobranças que recebeu sobre não haver o transporte escolar no período noturno e que conversou com responsáveis pela área sendo informada que não houve demanda neste sentido, pouca procura, mas se colocarão a disposição para atender cada situação de transporte na sua individualidade e que hoje estão sendo atendidas todas as demandas. A vereadora lembrou que existe um decreto estadual nº 1069, de 21 de fevereiro de 2017 que faz a transferência mensal de recursos financeiros conforme a distância percorrida e a quantidade e densidade de alunos em qualidade coletiva e não individual. Por fim parabenizou e desejou sucesso ao prefeito recém empossado, Ibanês Lembeck.
 
Vereador Lupércio Becker (PSDB)
 
O vereador Lupércio Becker falou sobre a nova diretoria do Conseg (Conselho de Segurança), frisou a presidência de Fernanda e o senhor Maurício como vice e que várias ideias surgiram, comentou que estão bem empolgados para pôr elas em prática. Em outro momento o vereador cobrou e execução do projeto de sessões itinerantes nas comunidades do Município e da Câmara Mirim, que são ideias boas que foram levantadas e podem ser colocadas para funcionar. O vereador agradeceu a Secretaria Municipal de Saúde, pela presença de um funcionário em jogos do campeonato municipal de campo, onde ocorreu um episódio no último fim de semana. Um jogador passou mal e foi atendido prontamente por um profissional da área. Lupércio afirmou que foi uma cena grave e que se não fosse este profissional o atleta poderia ter falecido. Por fim, cobrou a continuidade nos projetos de nomenclaturas de ruas, pois os moradores das que permanecem sem nomes estão enfrentando dificuldades para receber correspondências.
 
 
 
 
 

Notícias

Projeto aprovado visa banir árvore africana de São Ludgero
Projeto aprovado visa banir árvore africana de São Ludgero

Fica vedado não só o plantio, mas também a produção de mudas da “Spathdea Campanulata”, também conhecida como “Espadótea, “Bisnagueira”, “Tulipeira – do – Gabão”, “Xixi – de – Macaco” e “Chama – da – Floresta”. O projeto ainda incentiva a substituição das existentes no Município.